Imprimir

Curso: Enfermagem
Disciplina: IMUNOLOGIA
Semestre: Segundo Pré-requisito:
Carga horária semanal: 04 Carga horária semestral: 80

 

Ementa:
Introdução à Imunologia, infecção e resistência. Resposta imune inata e resposta imune adaptativa. Antígenos. Anticorpos. Hipersensibilidade. Tolerância imunológica e doenças autoimune. Imunoprofilaxia e imunoterapia.

 

Conteúdo Programático:

Infecção e resistência
Tipos de infecções
Forças agressivas: mecanismo de patogenicidade dos microrganismos
Resistência e suscpetibilidade: Fatores que aumentam a susceptibilidade.

Introdução ao estudo da imunologia
Células do sistema imune: Células dendríticas, leucócitos. Morfologia e função. Tecidos e órgão do sistema imune.
Órgãos linfóides primários: Medula óssea (hematopoisese) e timo.
Órgãos linfóides secundários: Linfonodos, baço e tecido linfóide associado à mucosa.

Resposta imune inata
Barreiras física e químicas: Pele e mucosas.
Inflamação e infecção.
Sistema do complemento.
Doenças por excesso de imunocomplexo e a ativação do sistema do complemento.

Resposta imune inata a bactérias
Citocinas: febre, inflamação e choque séptico.
Células: neutrófilos e monócitos: morfologia e função.
Resposta imune inata a vírus
Citocinas: interferon
Células natural killer –morfologia e função.

Antígenos
Definição, propriedades, determinantes antigênicos ou epitopos, haptenos, adjuvantes, propriedades que influenciam na imunogenicidade de um antígeno e antígenos timodependentes e timo-independentes.

Anticorpos
Estrutura e funções; digestão enzimática, Classes de anticorpos: IgG, IgM, IgD, IgA, IgE
Interpretação da pesquisa de IgM e IgG.
Imunidade adaptativa –Reconhecimento de antígenos
Imunidade Celular e Humoral
Reconhecimento de antígenos: TCR e MHC
Processamento e apresentação de antígenos

Resposta imune adaptativa –Ativação dos linfócitos
Ativação dos linfócitos T
Produção de citocinas e destruição dos microrganismos.
Ativação dos linfócitos B
Produção de anticorpos e neutralização e opsonização dos microrganismos.
Fase efetora
Hipersensibilidades.
Hipersensibilidade do tipo 1 ou imediata- Mecanismo imunológico, sinais e sintomas, diagnóstico e tratamento.
Hipersensibilidade do tipo 2 ou mediada por IgG –Doença hemolítica do recém-nascido e púrpura. Mecanismo imunológico, sinais e sintomas, diagnóstico e tratamento.
Hipersensibilidade do tipo 3 ou mediada por imunocomplexos –Lupus, artrite reumatóide e febre reumática. Mecanismo imunológico, sinais e sintomas, diagnóstico e tratamento.
Hipersensibilidade do tipo 4 ou mediada por linfócitos T –Artrite reumatóide e hepatites virais.

Tolerância imunológica
Importância dos mecanismos de tolerância.
Tolerância central –Deleção clonal ou seleção negativa.
Tolerância periférica –anergia clonal e regulação.
Doença de Chron –mecanismo imunológico.
Doenças autoimunes: Mecanismos da autoimunidade, doenças autoimunes órgãoespecíficas, doenças autoimunes,Sistêmicas.

Imunização
Imunoprofilaxia
Vacinas de microrganismos vivos e atenuados.
Vacinas de microrganismos mortos.
Vacinas recombinantes.
Vacinas de DNA
Efeitos adversos

Imunoterapia
Anti-toxinas
Gamaglobulinas 3
Imunoglobulinas específicas.

 

Bibliografia Básica:
ABBAS, Abul K.; LICHTMAN, Andrew H.; PILLAI, Shiv. Imunologia Celular e Molecular. 6 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.
COICO, Richard; SUNSHINE, Geoffrey. Imunologia. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.
SILVA, Wilmar Dias; MOTA, Ivan. Bier Imunologia: básica e aplicada. 5 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

Bibliografia Complementar:
MADIGAN, Michael T. Microbiologia de Brock. 12 ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.
ROSEN, Fred S.; GEHA, Raif S. Estudo de Casos em Imunologia: um guia clínico. 3 ed. Rio de Janeiro: Artmed, 2002.
ROITT, I.M. ROITT Fundamentos de Imunologia. 10 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
MURRAY, Patrick R.; PFALLER, Michael A.; ROSENTHAL, Ken S. Microbiologia Médica. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.
JAWETZ, Ernest; LEVINSON, Warren. Microbiologia Médica e Imunologia. Porto Alegre: Artmed, 2005.